top of page

OS DOIS CONCEITOS DE TEORIA: POR QUE TANTOS DESENTENDIMENTOS?

Atualizado: 17 de dez. de 2023



Por Ricardo Cortez Lopes*


É normal que alguns conceitos técnicos da área da pesquisa sejam mal interpretados pelas pessoas que não são cientistas. Cumpre notar que nem sempre a incompreensão é algo negativo; muitas vezes o feedback das "ruas" ajuda o cientista a repensar suas próprias ideias. Mas, na maioria das vezes, existe uma descontextualização, e isso, na prática, pode até prejudicar a formação dos futuros cientistas – mas esse assunto fica para outro momento. Hoje quero discutir a noção de teoria. Isso porque a incompreensão dessa noção causa muitos conflitos entre os cientistas e os não cientistas.


Do ponto de vista do conhecimento em si (e simplificando um pouco o pagode), o conceito de teoria possui dois significados (uma de começo e outra de finalidade): ela é tanto encarada como (a) uma formulação semelhante a uma hipótese pré-investigação, que ainda não possui os dados, e (b) como uma explicação conceitual já testada, que está a um passo de se tornar uma lei. Esses dois sentidos são possíveis e se complementam; porém geralmente as pessoas não cientistas conhecem somente o sentido “a”.


A teoria, assim, vai ser pensada como uma espécie de mentira provisória ou, na melhor das hipóteses, como uma projeção. Logo, existiria a teoria e existiria a prática, em uma dicotomia bem simplificada. Sabemos que a teoria embasa uma prática mais eficiente (porque não é preciso “descobrir a roda” o tempo todo), e que a prática permite que a teoria seja mais reflexiva; todavia, nessa visão não técnica, a verdade só existe na prática. E daí que se vê frases como “só quem sabe passa” ou “você só ficou lendo livro, eu coloquei a mão na massa”.


É por essa razão que acontecem ataques, por exemplo, à teoria da Evolução, entre outras teorias. Vamos esquecer, por um momento, da questão do conteúdo (que, literalmente, vai mudando) e vamos focar no lado científico do evolucionismo. Muitas pessoas afirmam que ela é uma teoria, isto é, ela é uma leitura da realidade. Biólogos pensam que essa é uma crítica relativista ou de cunho religioso, já que está tocando quase um princípio da realidade, e a evolução lida com alguns fenômenos, e não com todos. Às vezes é isso mesmo o que está acontecendo, mas creio que existem mais respostas possíveis, e uma delas é essa noção mais restrita do que é teoria.


Ora, quando se fala que o evolucionismo é uma teoria é no sentido “b”: são ideias já pesquisadas na realidade por muitos autores, desde Darwin a Wallace com “A Origem das Espécies” lá em 1859. Não é, portanto, um conhecimento acabado, pois a evolução também está sempre ocorrendo – se as evidências apontarem outro caminho, os (bons) evolucionistas mudarão de ideia. Porém, não é uma hipótese pura e simples como no sentido “a”: existe uma formulação muito profunda da realidade e que serve para entender uma grande quantidade de fenômenos.


Logo, perceba que existe certo ruído comunicacional entre cientistas e não-cientistas, e não quer dizer que os segundos sejam incapazes de compreender. Afinal, provavelmente essa pessoa se dedicou a alguma tarefa em sua vida (o seu trabalho), e nisso ela realmente é muito boa, enquanto você é bom em ciência. Também não quer dizer que se você fizer a demonstração, ela vai entender diretamente, pois falta a ela a bagagem prévia de conhecimentos científicos, e possivelmente não é do interesse dela adquirir essa bagagem.


Então é um mato sem cachorro? Não, porque sua função não é ter o argumento de autoridade, mas sim apontar fragilidades de conhecimentos não técnicos – mas não para elevar o seu ego: a intenção é que as pessoas criem curiosidade e então possam pesquisar nos escritos de outros cientistas ou tenham vontade de lhe perguntar sobre o assunto. E assim você conquistará algum tipo de voz a ser ouvida. Quer saber mais detalhes? Comenta aí que eu faço um texto explicando o que eu entendo por ética científica.


E você, já precisou defender uma teoria? Ou já atacou uma teoria? O que acha da controvérsia entre Design Inteligente e Evolucionismo? Sinta-se à vontade até para complementar esse texto... Vamos trocar uma ideia!

Tags: #Cientistas #NãoCientistas #CampoCientífico #Teoria #Prática #Ciência #Pesquisadores #Hipótese #LeiCientífica * Escritor e Pesquisador. Doutor, Mestre e Graduado em Sociologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

38 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page